ATENDIMENTO - (11)2324-2121

Orientação médica

Aproximadamente 40% dos homens sofrem de alguma disfunção sexual, o que reduz sua qualidade de vida. Conheça os principais sintomas e saiba como reconhecê-los.

ejaculação precoce

Este é o problema sexual mais comum em homens e afeta cerca de 30% da população. Caracteriza-se pela dificuldade em controlar o momento da ejaculação, que pode ocorrer após um estímulo sexual pequeno, e ainda durante ou imediatamente após a penetração.

Como conseqüência, se torna inviável manter a relação sexual durante o tempo necessário para a satisfação de sua parceira, o que costuma afetar a sua auto-estima e o faz evitar encontros sexuais por receio de não conseguir controlar seu orgasmo.

A Ejaculação Precoce é mais comum na penetração vaginal do que durante o sexo oral ou anal e raramente se observa na masturbação. Quando está presente ao longo da vida sexual do homem, é denominada como Ejaculação Precoce Primária, pois o mesmo nunca obteve controle sobre ela.

Em alguns casos, a Ejaculação Precoce pode aparecer em determinado momento da vida (denominada Secundária), e pode ainda, caracterizar uma Disfunção Erétil que deve receber o tratamento adequado.

As principais causas da Ejaculação Precoce são distúrbios psicológicos, hipersensibilidade na glande do pênis e baixo fluxo sanguíneo.

FALTA de LIBIDO

Libido é o nome dado ao desejo sexual de uma pessoa. A redução deste apetite pode desencadear uma série de disfunções, como: disfunção erétil (impossibilidade de manter o pênis ereto durante uma relação sexual), e disfunção orgásmica (não é possível atingir o orgasmo).

Existem causas orgânicas e psicológicas que caracterizam a perda do apetite sexual. Ela pode estar relacionada à depressão, ao stress e a ansiedade, bem como ser causada como efeito colateral de medicamentos utilizados para combater estes sintomas. Além disso, a diminuição da libido pode estar vinculada a anemias, fraqueza muscular, consumo de álcool ou drogas.

Ainda assim, entre as principais causas orgânicas para a redução do desejo sexual, encontramos a deficiência do hormônio masculino, a testosterona, os distúrbios das glândulas tireóide e hipófise.

Se você ainda tem dúvidas sobre a diminuição da libido, acesse nossas perguntas frequentes ou agende uma consulta, nossos médicos são altamente qualificados para atendê-lo com total discrição e profissionalismo.

Disfunção erétil

A Disfunção Erétil é caracterizada pela dificuldade em manter a ereção por tempo suficiente para que a relação sexual seja concluída.

Diversos homens têm problemas de ereção ocasionais ou temporários, que podem ocorrer em virtude do medo de falhar, estresse, ansiedade, depressão e baixa auto-estima. Isso não significa que tenham Disfunção Erétil.

Para que um problema de ereção seja diagnosticado como Disfunção Erétil, ele deve ocorrer regularmente, não sempre, mas sim com frequência.

Qualquer condição ou doença que afete o fluxo sanguíneo do pênis durante a estimulação sexual pode ocasionar uma Disfunção Erétil. Além disso, algumas doenças como doenças cardíacas, pressão alta e diabetes, estão diretamente relacionadas a ela.

Se você tem dúvidas quanto á disfunção erétil, entre em contato conosco, nossos profissionais são altamente capacitados solucionar quaisquer que sejam os seus problemas da maneira mais discreta que existe.

Você acredita ter alguma disfunção que interfere em sua vida sexual? Faça o teste. Não se preocupe, todos os dados serão mantidos em absoluto sigilo.
Fale Conosco!Perguntas Frequentes

Clínica Vida Homem - Saúde Sexual Masculina - © 2012
Médico: Dr. Oswaldo Barbi Junior – CRM 57.900
Membro da Sociedade Latinoamericana de Medicina Sexual (SLAMS)

ABID - Publicidade e Propaganda